Notícias

Maratá mais perto da Alemanha - 04/08/2015


O sonho de ter uma cidade co-irmã se realiza através do projeto aprovado na Câmara de Vereadores de Rheinböllen.

 

Maratá é a mais nova cidade gaúcha a estreitar laços com a Alemanha, através da parceria como cidades co-irmãs. Com um pouco mais de 4.000 habitantes, Rheinböllen é a cidade irmã da Capital das Belezas Naturais. O projeto foi aprovado há poucos dias na Câmara de Vereadores da cidade germânica.

            Por coincidência ou não, do último dia 20 de julho, dia do amigo no Brasil, foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal de Rheinböllen, o pedido de Maratá para a união das duas cidades. O desejo vem sendo lapidado há muito tempo, onde em 1993 o primeiro grupo de turistas alemães chegou à pequena cidade do Vale do Caí. Daquele ano em diante, diversos encontros entre brasileiros e alemães ocorreram. Em novembro de 2013, quando um grupo de 42 alemães esteve visitando a cidade, o Prefeito Fernando Schrammel entregou oficialmente o pedido da parceria ao ex-prefeito Franz Lauer, o qual levou o ofício para a análise dos vereadores.

A vontade da aproximação

A pedra alicerce foi colocada pelo ex-prefeito da cidade de Rheinböllen e da prefeitura regional (Verbandsgemainde), Franz-Josef Lauer, principal membro da entidade "Amigos do Brasil" (BrazilienFreunde) que realizou e realiza diversas viagens aos sul do Brasil. Lauer é grande amigo do ex-prefeito de Maratá, Miguel Haupenthal, e ambos iniciaram a construção do projeto. Segundo Miguel, as viagens de gaúchos para a Alemanha e o intercâmbio de jovens ocorrem há muito tempo, e a pequena Rheinböllen é um dos destinos. Conforme um jornal da região de Hunsrück, em Abril um grupo de 32 brasileiros esteve visitando a região de onde saíram os principais Imigrantes no século XIX.

A vontade de manter contato com a terra dos nossos antepassados, também moveu a ideia de aproximação entre os municípios. "Não poderíamos escolher outra cidade ou região para realizarmos esse projeto, pois foi das proximidades de Rheinböllen que saiu a maior parte dos imigrantes alemães que chegaram ao Rio Grande do Sul", afirma o Prefeito de Maratá, Fernando Schrammel. Segundo a imprensa local, a Prefeita da cidade de Rheinböllen Bernadete Oberthür, conta que muitos munícipes vivem e querem essa parceria. "A alegria e vontade dos brasileiros são enormes. Se os munícipes de Maratá desejam essa parceria conosco, certamente vamos fazer isso", afirma Bernadete.

Com a concretização do projeto em solo alemão, agora os alemães querem manter uma parceria saudável e estreitar os laços. A Administração de Rheinböllen quer convidar oficialmente uma comitiva para realizar o anúncio oficialmente e comemorar a novidade. É possível que uma comitiva vá para a Alemanha no início do próximo ano, bem como os alemães retribuam a visita em breve. Franz Lauer será o encarregado de fazer o elo. O próximo passo será a colocação de placas na entrada das duas cidades, com os brasões dos municípios e o nome das duas cidades.

Um pouco sobre a cidade alemã

            Rheinböllen está localizada na região oeste da Alemanha, no Estado da Renânia-Platinada. A cidade integra a região de Hunsrück, de onde saiu a maioria dos imigrantes no século XIX. Cortada por quatro rios, entre eles o Reno, está há cerca de 100 km de Frankfurt, uma das principais cidades da Alemanha.

            Cerca de 4.200 pessoas vivem na cidade, onde está instalada uma filial da empresa Continental, que fabrica discos para freios de automóveis de diversas montadoras. Além disso, há uma indústria fabricante de robôs. Os moradores também trabalham em cidades maiores e alguns se dedicam ao cultivo de trigo e cevada.

 

Por Júlio Hanauer.

 


horas

Horário de Atendimento

Segunda a Sexta
8h às 12h
13h às 17h

Contato Rápido

Desenvolvido por Stratton Soluções Públicas 2013 - 2022 ® Todos os Direitos Reservados