Notícias

Grupos apresentam seus talentos na 2ª Mostra Artística e Cultural do CRAS - 24/11/2021
Crédito: Por Júlio Hanauer | Jornalista (0020329/RS)

A noite dessa terça-feira, 23, foi especial aos participantes das oficinas artísticas promovidas pelo Centro de Referência em Assistência Social - Cras Conviver de Maratá. Isso porque os trabalhos realizados durante o ano foram apresentados na 2ª Mostra Artística e Cultural que ocorreu no Canecão, no Parque Municipal da Oktoberfest.

Além de assistir às belas apresentações, o público pôde fazer um bem social doando alimentos não perecíveis na entrada da mostra. As doações serão encaminhadas às instituições que abrigam marataenses.

Durante a abertura do evento, a prefeita Gisele Schneider parabenizou a equipe do CRAS pelo retorno das atividades que contribuem positivamente na vida das pessoas. "Foi uma noite que encantou a todos com os trabalhos desenvolvidos no nosso CRAS. Nossas oficinas têm a intenção de promover saúde mental e física, alegria, convivência com outras pessoas, inclusão, respeito e fortalecer vínculos, amizades e parcerias", afirma a prefeita.

Por meio de um vídeo, a secretária interina da Habitação e Assistência Social, Cláudia Röder, parabenizou alunos e profissionais pelo trabalho e empenho na elaboração da 2ª Mostra Artística e Cultural. Já a coordenadora do Cras Conviver, Jaqueline Wollmann, agradeceu o empenho dos alunos das oficinas e destacou os bons impactos que elas apresentam aos participantes. Além disso, a coordenadora enalteceu o trabalho de todos os oficineiros que se dedicam inteiramente às suas atividades.

 

Apresentações divertiram e provocaram reflexões

A sequência de apresentações da noite foi iniciada pela peça teatral Chapeuzinho Vermelho - Uma história muito louca, apresentada pelo Grupo Teatro Kids. O enredo é baseado na história original da personagem Chapeuzinho Vermelho, mas a versão criada em Maratá trouxe novos elementos à narrativa, principalmente com relação à pandemia provocada pelo novo coronavírus. Marcos Cardoso é o oficineiro responsável pelo grupo.

Na sequência, o Grupo de Mulheres As Maravilhosas mostrou ao público o quanto é bom viver. Seguindo a melodia da música É Preciso Saber Viver, do Rei Roberto Carlos, as mulheres apresentaram uma coreografia que foi finalizada com placas estampando palavras motivacionais. Eduardo Gonçalves Pereira é o coreógrafo e professor responsável.

O Grupo Sempre Alegre subiu ao palco ao som da música Paciência, cantada por Lenine. A partir da encenação, os integrantes despertaram a emoção do público e provocaram um momento de reflexão.

A programação também contou com a peça teatral Uma Visita Inesperada que apresenta a história de vida de um colono apaixonado por sua propriedade rural. Além disso, ocorreu a exposição dos trabalhos feitos durante as oficinas de artesanato e culinária promovidas pelo CRAS.

 


horas

Horário de Atendimento

Segunda a Sexta
8h às 12h
13h às 17h

Contato Rápido

Desenvolvido por Stratton Soluções Públicas 2013 - 2021 ® Todos os Direitos Reservados